Ellen ChurchA profissão de comissário de bordo ou aeromoça para mulheres, surgiu em 1930 por reivindicação de uma mulher, Ellen Church (na foto à esquerda). Apaixonada por aviação e por não poder pilotar uma aeronave por ser mulher, a enfermeira sugeriu à Boeing Air Transport que colocasse enfermeiras a bordo dos aviões para cuidar da saúde e segurança dos passageiros durante o voo.

As primeiras moças contratadas deveriam ser solteiras, não terem filhos, obedecer a um padrão de peso e altura, porém possuiam salários muito baixos. A idéia fez muito sucesso, pois as mulheres a bordo passavam segurança aos passageiros, já que a mulher era considerada uma figura de fragilidade, e tendo mulheres trabalhando a bordo passava a idéia aos viajantes de que o avião não era tão perigoso quanto pensavam.

Devido a Segunda Guerra Mundial e com a convocação das enfermeiras para os campos de batalha, as companhias aéreas então começaram a colocar mulheres de nível superior a bordo. Tudo isso sem perder o charme e a elegância, já que esta profissional representaria a empresa. A profissão se popularizou e perdeu o símbolo sensual que possuía. Foi então que surgiu o “comissário“.

Hoje é uma das profissões que mais cresce no Brasil, devido a ascensão da aviação brasileira e o baixo custo de passagens aéreas.